106

Maternidade Santa Isabel de Bauru recebe premiação na 16ª edição hospitais saudáveis

- Cadastrada em: 13/11/2023, Reginaldo Viana - ACI Famesp

Maternidade Santa Isabel de Bauru recebe premiação na 16ª edição hospitais saudáveis

Maternidade participa de evento que promove iniciativas em defesa do clima e busca redesenhar a saúde do amanhã

A Maternidade Santa Isabel de Bauru participa do Seminário Hospitais Saudáveis, que chega à sua 16ª edição (SHS 2023), nos dias 13 e 14 de novembro, retomando a reunião presencial (apenas para membros e organizações premiadas) e mantendo a transmissão ao vivo, que tem sido realizada desde 2020, para todos os interessados. Esta edição é realizada com apoio institucional do Hospital Israelita Albert Einstein e parceria da Saúde sem Dano, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES-SP) e do Centro de Vigilância Sanitária (CVS/SES-SP). Com a proposta de debater, conhecimentos e experiências nas áreas de clima, energia, resíduos e compras sustentáveis, tendo como referência o Programa de Saúde da COP 26 da OMS.

 A Maternidade é administra pela Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (FAMESP) que desde junho de 2012   assumiu uma maternidade que precisava passar por várias mudanças em sua infraestrutura.  Após um processo de diagnóstico detectou que a rede de energia estava obsoleta e sobrecarregada, ocasionando quedas constantes de energia, impactando na prestação de serviços do hospital em razão as paralisações constantes, e também um consumo exacerbado de energia.

Segundo o Diretor Administrativo da Maternidade, Adilson José Zamarin o foco principal da maternidade sempre foi o cuidado com paciente.  “A Maternidade passou   nos últimos anos por uma ampla reforma, ampliação, adequação da estrutura predial e também hidráulica, com investimento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde”, explica.

Para Adilson, após todas as realizações estruturais, foi inevitável não olhar para as iniciativas das causas climáticas, "além de gerar economia que podem ser reinvestidas na unidade, contribui com a melhora do meio ambiente”, completa

Após passar por um processo de avaliação em busca de iniciativas que pudessem melhorar os serviços, a direção da maternidade só conseguiu essa melhoria no índice global de consumo de energia elétrica provinda da rede após investimentos na instalação de placas de energia fotovoltaicas e a utilização de energia renovável, através da compra de energia limpa pelo mercado livre de energia da CEMIG – Companhia Energética de Minas Gerais. Tal investimento, viabilizou a troca de 1.020 lâmpadas convencionais por tipo Led, a instalação e implementação de 341 placas de captação de luz solar para a geração de energia elétrica por meio de uma usina fotovoltaica, visando complementar o consumo de unidade.

O processo de implementação começou em maio de 2021, com finalização completa da instalação das placas e da usina em dezembro de 2021, onde começou operar efetivamente em concomitância à rede elétrica. Concluído o projeto, constatou-se que as ações implementadas proporcionaram ao hospital o uso mais eficiente da energia e consequentemente a redução do consumo e dos custos da unidade.

Em dezembro de 2022 a Maternidade Santa Isabel aderiu ao Mercado Livre de Energia (ACL) através da concessionária CEMIG – Companhia Energética de Minas Gerais, e passou a consumir 100% de energia limpa e renovável em suas atividades.

A iniciativa obteve uma redução média mensal de 9,3 Toneladas de COâ¿¿ emitidos na atmosfera, 46,2 Toneladas de carvão que não foram utilizadas em usinas termelétricas e aproximadamente 6.185 árvores que deixaram de ser desmatadas.

Com base no consumo mensal de energia da Maternidade Santa Isabel no período de dezembro de 2022 a julho de 2023, foi realizado um comparativo entre os valores que seriam gastos caso a energia fosse consumida através do Mercado Regular de Energia (ACR) fornecida pela CPFL – Companhia Paulista de Força e Luz e os valores investidos de fato na energia através do Mercado Livre (ACL), então foi possível observar uma economia média mensal de R$23.108,62, totalizando R$184.868,94, o que representa 27% de economia, valor este que poderá ser investido em melhorias contínuas na unidade hospitalar.

A iniciativa do trabalho resultou para a Maternidade Santa Isabel a certificação com o selo 100% Energia Renovável pela SBC – Serviço Brasileiro de Certificações, tornando-se referência em consumo de energia limpa e renovável.

Agora em 2023 a Maternidade Santa Isabel receberá o “Prêmio Amigo do Meio Ambiente”, com destaque, pois ficou entre os 15 melhores trabalhos do Brasil, em um universo de 105 trabalhos apresentados.